Utentes sem acesso ao polo de saúde em Alqueidão da Serra

Esta segunda feira o acesso dos utentes de Alqueidão da Serra ao seu polo de saúde continuou encerrado e assim ”permanecerá por tempo incerto”, pode ler-se no aviso colocado à porta das instalações.

Segundo o mesmo aviso, “as consultas previamente programadas realizar-se-ão como previsto, mas terão lugar no polo de Porto de Mós. As consultas abertas continuam sujeitas a triagem telefónica prévia (para o número 244 499 200).”

Recorde-se que o acesso presencial ao polo de Alqueidão da Serra da UCSP de Porto de Mós foi encerrado na passada quinta feira “por um motivo imprevisto relacionado com a pandemia”, informou uma fonte da UCSP, segundo a qual “a decisão do encerramento teve que ser tomada de forma súbita”, e aconteceu depois de ter sido consultada a autoridade local de saúde pública e a coordenação da UCSP. Recorde-se que existe um foco de Covid-19 em Alqueidão da Serra.

Neste momento, o encerramento deve-se apenas à ausência de pessoal administrativo, não se podendo afirmar que tal facto esteja relacionado com o surto pandémico, revelou a mesma fonte. Assim, a direção da associação de utentes fez chegar ao ACES Pinhal Litoral uma nota na qual pede um rápido esclarecimento do caso por forma a que o polo de Alqueidão da Serra volte a permitir o acesso dos seus utentes.

Na resposta, a presidente do Conselho Clínico e de Saúde do ACES esclareceu que, de acordo com a lei atualmente em vigor, qualquer profissional de saúde que tenha estado em contacto com um caso covid-positivo deverá entrar em isolamento profilático por um período de 15 dias, isto apesar do resultado negativo de eventuais testes de despistagem. 

A Ur’Gente sabe, por outro lado, que este procedimento legal está a ser reavaliado por algumas administrações clínicas, nomeadamente em alguns hospitais onde casos como este são mais frequentes, as quais pretendem o regresso imediato dos profissionais de saúde aos seus locais de trabalho, caso os testes Covid se revelem negativos. 

No pior cenário é, pois, de esperar que o polo de Alqueidão da Serra possa retomar a sua atividade normal por volta do dia 12 de outubro, depois de cumprido o período de 15 dias de quarentena da secretária clínica. 

A Ur’Gente espera que haja do ACES Pinhal Litoral uma reavaliação do entendimento legal, à luz de uma interpretação menos restritiva dado que, entretanto, a prática recomendada pela DGS e pelo Governo é a realização de testes e não o isolamento profilático automático. Tal reavaliação iria permitir aliviar a pressão dos utentes sobre o polo da UCSP de Porto de Mós e melhorar a qualidade do atendimento prestado aos utentes de Alqueidão da Serra.

Em contacto com o médico de família de Alqueidão da Serra, Dr. Pedro Sousa e Silva, a Ur’Gente ficou a saber que “o receituário e outros documentos entretanto emitidos em consulta não presencial poderão continuar a ser levantados em Porto de Mós, até à reabertura do Polo do Alqueidão” e que ele continua contactável pelo mail habitual: pss.ucsp.pmos@gmail.comCaso seja necessário, a Ur´Gente pede aos seus associados desta freguesia que ajudem os utentes mais idosos neste contacto.

Avalie este artigo:
0/5

Partilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
ARTIGOS RECENTES